DESENVOLVENDO A SUA AUTOESTIMA - CAPÍTULO III

Sair desse padrão de baixa autoestima pode ser uma grande jornada, bem como pode ser mudada através de um único pensamento. Lembre-se, você tem uma subjetividade única dotada de livre arbítrio, ou seja, infinitas possibilidades de realizações.

A questão é: independente de qual caminho escolha, será necessário trabalho! Quando se encontra em um estado de baixa autoestima significa estar na zona de conforto já há algum tempo. É difícil aceitar isso, porque muitos podem acreditar se esforçar demais para sair disso e não conseguirem, mas justamente isso é que faz parte da zona de conforto. Tentar sem realmente mudar os pensamentos, as emoções, os paradigmas e o sistema de crenças que fizeram com que criasse esse contexto.

A mudança obviamente tem que ser interna, mas você vive em um mundo material externo. É preciso adaptar esse contexto. É preciso deixar o ego de lado e escolher as pessoas, por exemplo, que lhe fazem bem, e não aquelas que você quer manter por apego ou qualquer questão que seja, mas te prejudicam. É preciso fazer o mesmo com ambientes sociais e de trabalho. E o mais importante, é preciso fazer isso com amor e alegria, traduzindo, produzindo bons níveis de serotonina e dopamina para o seu cérebro.

Para ter boa autoestima é preciso fazer um bom plantio.

Abraço!

Julio Furlaneto

Nenhum comentário:

Postar um comentário