COMO COMBATER A PROCRASTINAÇÃO? 02 PONTOS FUNDAMENTAIS

Para lidar com qualquer coisa na vida é preciso compreender como funciona determinado contexto. A procrastinação é o hábito de transferir para outro dia ou deixar para depois; adiar, delongar, postergar, protrair.




A base desse tipo de comportamento é a zona de conforto. Por mais dolorosa que seja, é muito difícil sair da zona de conforto. A procrastinação sempre está ligada a não execução de algo produtivo, que pode te gerar resultados benevolentes e positivos, mas que requer estudo, trabalho e informações novas ou recentes, que te causam desconforto.

É preciso compreender que isso é normal como resposta automática. O corpo tem um reflexo natural de te ‘proteger’ do perigo, e dependendo da criação, crenças e paradigma, se faz comum ver o novo como algo ameaçador, mesmo que a nível inconsciente. 

Você deixa de perceber o novo como algo ameaçador quando aceita a realidade tal como ela é. O ser humano tem um caminho de evolução contínua. Quanto mais vai amadurecendo e aprendendo, maiores as potencialidades e capacidades de realizações. Esse caminho quando é aceito com naturalidade gera prosperidade em todos os campos da vida (saúde, relacionamentos, dinheiro e etc.).

Para combater a procrastinação é preciso tornar-se vigilante da própria consciência. Se sua resposta automática já é procrastinar a evolução em sua vida, você precisa de dois pontos de partida:

1 – Consciência: estar vigilante sobre si mesmo. Perceber no ato da procrastinação o que está fazendo. Aceitar o fato de que essa conduta está presente e atrasando a sua vida. Dedicar o máximo esforço durante todos os dias a perceber no ‘aqui e agora’ quando isso ocorre.

2 – Coerência: qual é o seu objetivo de vida? Ao perceber a procrastinação, você como ser consciente decide não aceitar esse formato de conduta e age de maneira diferente, por maior que seja o desconforto. Você se dispõe a pagar esse preço, pois sabe que é necessário mudar e os resultados serão positivos e benevolentes. 

O autoconhecimento é a ferramenta chave para trabalhar a desconstrução do perfil procrastinador. 
- Qual é o seu objetivo de vida?
- O que busca profissionalmente?
- O que busca como pessoa e nas relações?
- Como se perceber fisicamente e mentalmente em termos de saúde?
- Quais são as suas crenças?

Esses são alguns exemplos de questões que necessariamente devem ser bem resolvidas para construir uma vida próspera e ativa. Depois de um nível consciente de si mesmo, sempre que percebido o ato de procrastinar, para agir de forma coerente, com coragem, humildade, força de vontade e muita atitude, faça a seguinte pergunta:

- Isso está me aproximando dos meus objetivos?

Sim, é trabalhoso. Não, não há outro caminho. É, leva algum tempo para mudar algo que se condicionou (acostumou) com tanta intensidade, repetindo várias e várias vezes. Mas, se não se dedicar com esforço máximo, nunca terá a qualidade de vida que merece. 

Julio Furlaneto

Nenhum comentário:

Postar um comentário