Pular para o conteúdo principal

Orientação Psicológica Online

A Orientação Psicológica Online trata-se de uma ferramenta reconhecida e aceita pelo CFP (Conselho Federal de Psicologia) e é uma alternativa eficiente para situações pontuais nas quais a pessoa necessite de aconselhamento ou avaliação de uma determinada questão e obtenha posterior
devolutiva por parte de um profissional de Psicologia.

A Orientação Psicológica Online é um atendimento mediado pela tecnologia eletrônica/digital que utiliza o computador (notebook, desktop ou tablet) ou celular como instrumento de trabalho.

É um mecanismo moderno que pode ser usado em benefício da saúde, tanto emocional, comportamental como psíquica. Traz como vantagem a facilidade no manuseio, proximidade pela localização onde está instalado (casa/trabalho), praticidade no atendimento, economia de tempo, menores custos e grande rapidez caso o paciente necessite de orientação urgente.

Se você tem alguma dúvida sobre o procedimento ou quer agendar um acompanhamento, preencha os dados no campo que estarei respondendo em detalhes.

Fico à disposição!


Julio Furlaneto
CRP 14/05550-0
Psicólogo Clínico

Comentários

  1. Sou Psicóloga. Como faço para realizar atendimentos online. Quais sai os procedimentos ? Quais os meios de eu conseguir autorização? As exigências.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sara!

      Você pode encontrar na própria resolução do Conselho Federal nosso de psicologia todos os detalhes e passo a passo para credenciar o atendimento online.

      https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2018/05/RESOLU%C3%87%C3%83O-N%C2%BA-11-DE-11-DE-MAIO-DE-2018.pdf

      Nesse link está o .pdf com as cláusulas relacionadas a esse perfil de atendimento.

      Abraço!

      Excluir
  2. Preciso muito me reencontrar, nunca fui no psicólogo mas queria muito ir para me conhecer melhor

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

POR QUE ALGUMAS PESSOAS VÃO AO PSICÓLOGO E NÃO TÊM RESULTADOS?

Algumas pessoas descrevem que vão ao psicólogo e não conseguem ter melhoras. Talvez você já tenha conhecido alguém que te descreveu isso e é preciso entender o porquê.

A psicologia, uma ciência como qualquer outra, embasada e considerando que seja aplicada por profissionais bem qualificados, não tem motivo cabível para não dar bons resultados.

Quando se trata de psicoterapia é interessante analisar alguns pontos:

1) A pessoa realmente se deu ao acompanhamento psicológico?

Como assim?

A mesma coisa de ir a um nutricionista e não seguir à risca as orientações que são passadas e construídas no atendimento durante toda a sua rotina do dia a dia. Para isso precisará se abrir à novas possibilidades.

A mesma coisa de ir ao médico psiquiatra, receber uma prescrição para tomar determinadas medicações em horários fixos e não seguir. Pular um dia, tomar a hora que dá na telha e por aí vai.

Na psicoterapia não se faz diferente. Você vai para uma sessão que costuma ter em média 50 minutos de duraçã…

VOCÊ PODE SE CURAR DO TRANSTORNO DE ANSIEDADE. VEJA ESSES DOIS CASOS AQUI DO CONSULTÓRIO.

VOCÊ PODE SE CURAR DA ANSIEDADE. VEJA ESSES DOIS CASOS AQUI DO CONSULTÓRIO.

Publicar conteúdos sobre psicologia que não sejam artigos científicos direcionados para outros psicólogos ou alunos de psicologia não é tarefa simples.

É uma ciência que em sua aplicação tem a subjetividade única de cada ser humano como foco de trabalho.

Isso faz com que cada um seja mesmo que semelhante, único e diferente ao mesmo tempo. Por isso é difícil falar sobre padrões de intervenções e tratamentos em detalhes singulares, apesar da ciência ter uma linha de ação em cada uma de suas especializações bem embasada cientificamente.

Por isso, vou relatar nesse conteúdo informações baseadas nos atendimentos que tenho aqui no meu consultório.

Não significa que são receitas de como resolver nada, mas talvez te ajude a conseguir realizar novas reflexões, padrões de pensamentos, que estimulem comportamentos melhores para que você se adeque a um bom estado de saúde mental e emocional.

Então vamos lá!

Um ponto que t…