Pular para o conteúdo principal

COMO A PREVENÇÃO PODERIA TER MUDADO A MINHA VIDA

Esses dias fui levar meu filho ao dentista, meu amigo @mauricio.castello e estávamos trocando uma ideia. Ele faz um trabalho muito bom voltado para a prevenção na área odontológica.

Aqui na minha área, na psicologia, também falo sobre procurar ajuda enquanto você não está mal, mas ainda não foquei de forma tão objetiva nessa questão preventiva quanto ele.

Achei interessante vir aqui e compartilhar com você o resumo das minhas reflexões sobre essa produtiva conversa. E um jeito simples que encontrei de compartilhar com você essa informação é através de exemplos, da realidade.

Pensei em alguns exemplos empíricos onde minha própria vida teria sido bem mais simples se tivesse buscado ajuda profissional antes (de forma preventiva):

Exemplo 1: Me lembro de ter usado aparelho ortodôntico por anos quando era mais novo. Fiquei com os dentes bem alinhados esteticamente. Porém, relaxei logo após o final do tratamento. Nunca mais fui ao dentista, nem nada do tipo.

Advinha? Meus quatro sisos nasceram de forma tardia e entortaram a minha boca inteira. E o mais legal, não fiz nada enquanto isso acontecia. Agora, há pouco menos de dois anos fui lá extrair os quatro sisos, e terei que refazer alguns tratamentos para alinhar a estética e retomar a boa saúde bucal.

Exemplo 2 - Sempre gostei de atividade física, porém, na adolescência percebi que tinha um grau avançado de escoliose e aquele outro problema que não me lembro o nome, de acabar curvando os ombros para frente (observação – tenho 1,98m de altura... então imagina).

Maravilha... fui ao médico.

O doutor fez várias recomendações e a principal delas foi a atividade física para fortalecer a musculatura das costas, lombar, ombro e abdome. Fiz um tempo de natação, basquete, karatê, taekwondo e fui para a musculação por volta dos 18 anos.

Fiz muitos exercícios físicos sem orientação, sem informação, mal executados, que talvez tenham mais prejudicado do que ajudado meu corpo físico. E isso por anos, sem orientação profissional.

Há um ano (34 anos) tive que fazer uma cirurgia na coluna pela soma da irresponsabilidade e genética favorável ao problema. Ganhei algumas placas e parafusos de titânio na coluna para contar história.

3) Quando era mais novo tinha conflitos com os meus pais. Percebei que sentia dificuldade de ajustar e criar realidades leves e saudáveis dentro de casa.

Lá depois, quando comecei a cursar psicologia, que fui lá depois, por necessidade da profissão, procurar um psicólogo para me atender. Tive que lidar com tudo isso que havia deixado para trás.

O que eu quero te mostrar com esses exemplos?

1) Se eu tivesse me prevenido, mativesse o contato preventivo com um dentista, economizaria muito tempo e dinheiro agora, e não precisaria refazer muita coisa passando por vários desconfortos.

2) Se eu mantivesse orientação profissional de um fisioterapeuta, um profissional de educação física, talvez não tivesse que operar a coluna antes dos 35 anos de idade, ou pelo menos diminuído os danos e desconfortos.

3) Se eu tivesse me permitido ir ao psicólogo lá atrás, quando era mais jovem, teria evitado tantos desgastes desnecessários na vida, e principalmente, com a minha família.

Poderia dar muitos outros exemplos aqui de situações que passaram na minha cabeça, mas todas elas tem o mesmo ponto em comum:

“Se tivesse buscado e aceitado a ajuda profissional de forma preventiva, evitaria problemas e viveria melhor, ou pelo menos de maneira mais confortável.”

O que concluo com esse conteúdo é que se você acredita que alguma área profissional possa melhorar a sua qualidade de vida, aqui e agora, mesmo que você não considere que tenha um grande problema sobre ela, busque-a.


Inclua a ideia preventiva sobre a sua vida.

A melhor hora de ir ao dentista é quando você está sem dor.
A melhor hora de ir ao psicólogo é quando você não está surtado de ansiedade ou deprimido.
A melhor hora de procurar um profissional de educação física, fisioterapeuta ou nutricionista é quando você pensa em melhor e iniciar algo.
A melhor hora de ir ao médico fazer alguns exames é quando você não está doente.

“A melhor hora de arrumar o telhado é quando não está chovendo.”

Sem saúde não te sobra quase nada.

Julio Furlaneto
Psicólogo CRP 14/05550-0

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Orientação Psicológica Online

A Orientação Psicológica Online trata-se de uma ferramenta reconhecida e aceita pelo CFP (Conselho Federal de Psicologia) e é uma alternativa eficiente para situações pontuais nas quais a pessoa necessite de aconselhamento ou avaliação de uma determinada questão e obtenha posterior
devolutiva por parte de um profissional de Psicologia.
A Orientação Psicológica Online é um atendimento mediado pela tecnologia eletrônica/digital que utiliza o computador (notebook, desktop ou tablet) ou celular como instrumento de trabalho.
É um mecanismo moderno que pode ser usado em benefício da saúde, tanto emocional, comportamental como psíquica. Traz como vantagem a facilidade no manuseio, proximidade pela localização onde está instalado (casa/trabalho), praticidade no atendimento, economia de tempo, menores custos e grande rapidez caso o paciente necessite de orientação urgente.

Se você tem alguma dúvida sobre o procedimento ou quer agendar um acompanhamento, preencha os dados no campo que estarei…

POR QUE ALGUMAS PESSOAS VÃO AO PSICÓLOGO E NÃO TÊM RESULTADOS?

Algumas pessoas descrevem que vão ao psicólogo e não conseguem ter melhoras. Talvez você já tenha conhecido alguém que te descreveu isso e é preciso entender o porquê.

A psicologia, uma ciência como qualquer outra, embasada e considerando que seja aplicada por profissionais bem qualificados, não tem motivo cabível para não dar bons resultados.

Quando se trata de psicoterapia é interessante analisar alguns pontos:

1) A pessoa realmente se deu ao acompanhamento psicológico?

Como assim?

A mesma coisa de ir a um nutricionista e não seguir à risca as orientações que são passadas e construídas no atendimento durante toda a sua rotina do dia a dia. Para isso precisará se abrir à novas possibilidades.

A mesma coisa de ir ao médico psiquiatra, receber uma prescrição para tomar determinadas medicações em horários fixos e não seguir. Pular um dia, tomar a hora que dá na telha e por aí vai.

Na psicoterapia não se faz diferente. Você vai para uma sessão que costuma ter em média 50 minutos de duraçã…

VOCÊ PODE SE CURAR DO TRANSTORNO DE ANSIEDADE. VEJA ESSES DOIS CASOS AQUI DO CONSULTÓRIO.

VOCÊ PODE SE CURAR DA ANSIEDADE. VEJA ESSES DOIS CASOS AQUI DO CONSULTÓRIO.

Publicar conteúdos sobre psicologia que não sejam artigos científicos direcionados para outros psicólogos ou alunos de psicologia não é tarefa simples.

É uma ciência que em sua aplicação tem a subjetividade única de cada ser humano como foco de trabalho.

Isso faz com que cada um seja mesmo que semelhante, único e diferente ao mesmo tempo. Por isso é difícil falar sobre padrões de intervenções e tratamentos em detalhes singulares, apesar da ciência ter uma linha de ação em cada uma de suas especializações bem embasada cientificamente.

Por isso, vou relatar nesse conteúdo informações baseadas nos atendimentos que tenho aqui no meu consultório.

Não significa que são receitas de como resolver nada, mas talvez te ajude a conseguir realizar novas reflexões, padrões de pensamentos, que estimulem comportamentos melhores para que você se adeque a um bom estado de saúde mental e emocional.

Então vamos lá!

Um ponto que t…